30 anos dos brasileiros no Japão: Movimento decasségui valeu a pena?

30 anos depois…

Em 1990. o Japão liberava a entrada de estrangeiros descendentes de japoneses para trabalhos sem qualificalçâo. Na época, devido ao crescimento econômico, a falta de mão de obra era gritante. O governo japonês achava que filhos e netos de imigrantes japoneses teriam mais chances de se adaptarem às rígidas normas de comportamento devido à cultura japonesa.

O Brasil no final da década de 1980 estava em uma grave crise com uma inflação altíssima.

A moeda era o cruzado. Uma cozinheira ganhava 3 mil cruzados, um engenheiro 15 mil, e um diretor de emprêsa, 50 mil. Para trabalhar no Japão e ganhar 2 mil dólares significava ter o salário de 54 mil cruzados. Seja um analfabeto ou um advogado, qualquer podia ganhar isso, bastava ter vontade de trabalhar e ser filho ou neto de japonês.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s